terça-feira, 5 de junho de 2007

...quase nada... o Tudo de Deus!


"Até quatro meses de gravidez, não existe quase nada. É como um grãozinho. Portanto, acho que a mulher deve ter direito de decidir o que é melhor." Gisele Bündchen - Folha de São Paulo - 05/06/2007 - Caderno Ilustrada.

Na Foto ao lado vemos a imagem de um feto - de uma criança! - aos 4 meses de gestação. Grãozinho? Quase nada?
Grande parte da sociedade contemporânea e a maioria dos ditos formadores de opinião, por certo, concordam com tal frase da famosa modelo, porém existem os absolutos de DEUS, com os quais todos os cristãos devem ter como premissa e referencial de VIDA.
Em Salmos 139, no seu versículo 16, lemos: "Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia."
Os olhos de DEUS presenciam e velam pela VIDA desde a concepção, desde substancialmente "informe".
Em respeito à vida. NÃO AO ABORTO!

(Sobre a imagem: extraída de www.perinatal.com.br)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gentileza não escrever em LETRA MAIÚSCULA. Por favor, respeite. Palavrões, ofensas e coisas do gênero não serão aceitos. Muito obrigado. Deus o abençoe.