quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Mentalidades que roubam nossa herança

Temos que identificar as mentalidades que roubam nossa herança. Muitas coisas podem bloquear o fluir das bençãos de Deus em nossas vidas. Utilize as escrituras que estão incluidas em cada ponto como sua leitura e meditação diária. Em uma escala de 1-10, classifique você mesmo para saber quão predominantes esses raciocínios estão em sua vida. Mesmo que a lista abaixo não seja abrangente, fornece diversas possibilidades a serem consideradas conforme você começa a re-estabelecer tua porção do Reino.

Ignorância. Frequentemente nós, cristãos, simplemente não sabemos que Deus tem uma herança para possuirmos, não entendemos questões de aliança ou o processo da vida espiritual. Outro aspecto sobre a ignorância refere-se à revelação que o Espírito Santo está trazendo na temporada atual. O inimigo anseia em nos prender no ontem. Se permanecermos agarrados ao que o Espírito Santo estava revelando ontem que não conseguimos seguir adiante, corremos o risco de nos colocarmos debaixo de um espírito religioso e perder a revelação do dia atual. O Espírito Santo nos traz revelação para que tenhamos sabedoria de como desmantelar a autoridade do inimigo sobre a terra. Portanto, se resistimos o espírito da verdade, o qual nos capacita a receber novo poder contra Satanás, caímos na armadilha do inimigo.

Mentalidade de Pobreza. A mentalidade de pobreza impede que entremos em nosso potencial completo. Aqueles presos por expectativas de pobreza nunca olham além do estreito escopo da falta imediata, para encontrarem as ricas promessas de Deus para o futuro. Se nossa expectativa é viver em pobreza ou miséria, física ou espiritualmente, não ficamos desapontados. Pobreza diz, "Deus não é capaz!" A mentalidade de pobreza não está somente conectada com possessões, mas com toda questão de suprimento em nossas vidas, incluindo questões como relacionamento com Deus e com outros. "Ao que distribui mais se lhe acrescenta, e ao que retém mais do que é justo, é para a sua perda." (Pv 11:24) Se temos uma mentalidade de pobreza, a tendência é resistirmos ofertar porque pode ser que não sobrará o suficiente para nós. Entretanto,  a palavra de Deus diz que uma mentalidade como essa na verdade levará à pobreza. Temos que agir corretamente em relação a nossos dízimos e ofertas se queremos sair da pobreza! Outra questão sobre a pobreza é encontrada em Provérbios 21:5, que diz, "Os pensamentos do diligente tendem só para a abundância, porém os de todo apressado, tão-somente para a pobreza." Você tem que aprender a esperar no Senhor! Esperar significa ver a porta da oportunidade aberta para você. Se você se apressar e sair do tempo de Deus, perde tua porta de oportunidade e continua em pobreza.

Falsa humildade. É um pouco diferente da mentalidade de pobreza. Falsa humildade faz com que digamos, "Sei que Deus tem mais para mim, mas eu simplemente não mereço". Nenhum de nós merecemos tudo que Deus nos dá. Todos estamos aquém das expectativas. Porém, por Sua graça e amor por nós, e porque Ele tem uma aliança conosco, o Senhor nos oferece vida em abundância – não importa de onde você tenha vindo. Falsa humildade contradiz confiança e ousadia. Confiança e ousadia estão conectadas com fé e crença no evangelho do Senhor Jesus Cristo. A Igreja Primitiva foi uma igreja audaciosa. Falsa humildade não é nada mais do que orgulho disfarçado. Também está conectado com um espírito religioso que nos prende em vergonha indevida (de novo voltamos à mentalidade de "Eu não mereço"). Romanos 1:16 nos diz para " não nos envergonharmos do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê."

Ociosidade. Mesmo achando que não merecemos, alguns de nós pode não querer lidar com a responsabilidade da herança. Lucas 12:48 diz que a qualquer que seja dado, muito mais se lhe pedirá. Não tomamos posse de nossa herança somente para nosso próprio benefício. Quando entramos em total aliança com Deus, Ele pedirá que usemos a herança que tomamos posse para avançar Sua aliança com a terra. Assim como na parábola dos talentos que Jesus dá em Mateus 25, espera-se que peguemos aquilo que Deus nos dá e ampliemos Seu Reino com isso. Em Provérbios 15:19 lemos que o caminho do homem preguiçoso é cercado de espinhos. Provérbios 22:5 diz que espinhos e laços estão no caminho do perverso. Ociosidade ou preguiça estão conectados com perversidade e mêdo. Provérbios 20:13 diz, "Não ames o sono, para que não empobreças; abre os teus olhos, e te fartarás de pão." Se não resistirmos e nos libertarmos da preguiça, seremos levados à pobreza. Se nos livrarmos desse espírito, começaremos a ver um novo nível de suprimento. 

Medo. Algumas pessoas não querem correr o risco que pode ser necessário para possuir sua herança. Conheço um casal que, depois de perder uma criança através de um aborto natural, ficaram tão devastados pela experiência que decidiram não tentar mais ter outras crianças simplesmente pelo medo de que a mesma coisa acontecesse novamente. Medo pode ser uma força que nos prende e imobiliza e nos impede de até mesmo  tentar alcançar um futuro ainda desconhecido, que está além de nossas presentes circunstâncias. Peça a Deus para quebrar a coluna de qualquer medo que te imobiliza.

Presunção. Satanás adora nos capturar em pelo menos uma destas duas situações: descrença ou presunção. Muitos caem na velha armadilha ao presumir que sabem o que Deus tem para eles e como Ele quer atingir Seus propósitos. Ninguém consegue saber exatamente o que Deus tem armazenado para cada um de nós. Pessoas que receberam palavras proféticas frequentemente começam a atuar de maneira a fazer com que a profecia aconteça, somente para serem terrivelmente desapontados. Mesmo que, no geral, saibamos onde o Senhor quer nos levar, devemos permitir que Ele prepare nosso caminho para chegar lá. Além disso, devemos estar preparados de que nosso "lá" pode não ser exatamente o que imaginamos. Os caminhos de Deus estão além de nós e Seu plano de redenção e herança em nossas vidas é muito mais completo e perfeito do que qualquer plano que possamos preparar por nós mesmos.

Feridas passadas. Assim como o mêdo, feridas antigas também podem nos imobilizar. Se achamos que fomos tratados injustamente, talvez não sejamos capazes de crer em Deus ou outros o suficiente para permanecermos em nosso lugar de aliança. Devemos chegar a um lugar de perdão e então permitir que Deus cure e alivie aqueles lugares onde estivemos muito feridos para seguir adiante. Se não fizermos isso, nunca possuiremos nossa herança.

Rebelião e problemas com autoridade. Não podemos garantir nossa herança até  que nossa estrutura de autoridade esteja posicionada. Isso significa que Deus está no trono de nossas vidas e que nos submetemos não somente a Ele mas também àqueles que estão em autoridade sobre nós aqui na terra. Se temos um problema com rebelião e com submissão a estruturas bíblicas de autoridade, devemos pedir ao Senhor para nos revelar a raiz do problema para que possamos nos livrar disso. Deus não pode nos levar à nossa herança se recusarmos a seguir!

Depois de você ter revisado essas mentalidade, declare que você terá a mente de Cristo e vencerá qualquer fortaleza que está te segurando cativo!

 

Um abraço

Pr. Rodrigo Avellar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gentileza não escrever em LETRA MAIÚSCULA. Por favor, respeite. Palavrões, ofensas e coisas do gênero não serão aceitos. Muito obrigado. Deus o abençoe.