quarta-feira, 25 de novembro de 2009

VERDADES QUE ENCORAJAM

Encorajamento para os Trabalhadores da Seara! Hoje encontramos essas perólas.
Compartilhamo-as com você.
Que lhe seja oportuno! abraços Henrique e Henriqueta Albânia



Isaías, 44:3 - Porque derramarei água sobre o sedento, e torrentes sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus descendentes.
VERDADES QUE ENCORAJAM
Por Pr. Eduardo Rosa Pedreira



De repente nos sentamos e sentimos estar a nossa alma secando. Frustrações pululam dentro de nós avisando-nos que o os resultados pretendidos nem sempre foram alcançados.

Palavras de desencorajamento ecoam dentro de nós e, então, surge de novo com intensidade cada vez mais marcante uma ponta de vontade de desistir. Virar a mesa, abandonar o barco, viver uma vida mais simples na qual menores esforços produzam maiores resultados.

O parágrafo acima é muitas vezes o retrato de muitos momentos da alma pastoral. Pastores, missionários ao longo do seus ministérios defrontam-se com situações desencorajadoras que as vezes convencem alguns a desistir.

Por outras vezes, os desafios gigantescos do ministério pastoral, levam a tantos outros a mediocrizarem-se e por falta de força para vencer os gigantes à frente, vêem- a si mesmos como gafanhotos incapazes de conquistar a terra que mana leite e mel.
Mas esta não deve ser a última palavra da nossa vida. Não podemos deixar o desencorajamento instalar-se em nós . Ele pode até ser uma vírgula, mas não pode ser jamais um ponto final na nossa caminhada.

Neste texto virtual desejo trazer a sua memória aquilo que lhe pode dar esperança e encorajamento. Quando me encontro abatido e questionando se vale mesmo a pena todo nosso esforço ministerial, procuro me encorajar com estas verdades:

1. Estou trabalhando aqui, mas os resultados do meu trabalho se estendem até o além. Carrego comigo o mais nobre de todos o s chamados: a vocação de uma trabalho pastoral de extensão eterna. Por isto as dificuldades presentes não podem esconder o brilho dos resultados eternos.

2. Os resultados do meu esforço pastoral podem mudar uma geração. É incrível como nossa ação pastoral pode mudar por gerações a vida de famílias. Nem sempre o presente é o canteiro onde vejo o fruto do meu trabalho, mas o futuro que eu não vejo está grávido do que estou fazendo agora.

3. Não existe voz maior dentro e fora de mim que possa roubar a singularidade do meu chamado diante de Deus. Poucas tarefas nesta existência são tão sublimes, impactantes e eficientes quanto o ministério pastoral. Por mais fortes que sejam as vozes de desencorajamento, nenhuma delas soará em mim mais alto do que a voz a lembrar-me a sublimidade divina do que faço.

4. Problemas podem ser transformados em desafios ao crescimento, crises podem ser transformadas em oportunidades de vitória, dores podem ser transformadas em instrumentos de aperfeiçoamento. Quando penso assim sinto que tudo quanto pode me desencorajar no fundo pode ser revertido par o meu próprio encorajamento. Os problemas, as crises e as dores do ministério pastoral podem ser transformados num dos mais intenso combustíveis a que eu continue de cabeça erguida e prosseguindo para o alvo ao qual Deus me tem chamado.

Estas verdades são pequenas gotas de encorajamento num mar de desencorajamento dentro do qual muitas vezes vivemos. Neste caso uma gota faz toda a diferença e tudo pode mudar quando olharmos nosso momentos pelo prisma desta verdades. Sim, verdades que encorajam!



Rev. Eduardo Rosa Pedreira
Comunidade Cristã B. Tijuca

--
BRASIL - TERRA DO AVIVAMENTO - TERRA DA ADORAÇÃO AO ÚNICO SENHOR, JESUS CRISTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gentileza não escrever em LETRA MAIÚSCULA. Por favor, respeite. Palavrões, ofensas e coisas do gênero não serão aceitos. Muito obrigado. Deus o abençoe.