sábado, 30 de janeiro de 2010

Os EUA e o homossexualismo

O pecado do homossexualismo invadindo a outrora cristã sociedade americana.


Obama nomeia transexual para seu governo

Peter J. Smith
WASHINGTON, D.C., EUA, (Notícias Pró-Família) —

O presidente Barack Obama deu outra conquista pioneira para os ativistas homossexuais ao nomear um homem transexual para uma função no Ministério do Comércio.
Amanda Simpson foi escolhida pelo presidente para o cargo de conselheiro técnico sênior no Ministério do Comércio. Amanda, que no passado era conhecida como Mitchell, é um homem que trabalhava para a empresa Raytheon Missile Systems no Arizona. Durante esse tempo, ele fez a transição de "homem" para "mulher".
"Estou verdadeiramente honrada de ter recebido essa nomeação e estou ansiosa e emocionada com esta oportunidade que está diante de mim", Simpson anunciou numa declaração. "Como um dos primeiros transexuais nomeados pelo presidente para o governo federal, espero que logo eu seja um dos centenas, e que essa nomeação abra futuras oportunidades para muitos outros".
Simpson é um importante ativista homossexual e membro da diretoria do Centro Nacional da Igualdade Transexual. Durante seu período na Raytheon, onde ele subiu para a posição de diretor adjunto de desenvolvimento de tecnologias avançadas, ele foi bem sucedido em acrescentar "identidade sexual" nas políticas de oportunidades iguais de emprego na Raytheon.
Em comentários posteriores dados para ABCNews.com, Simpson disse que "se sentia como o primeiro sujeito desagradável", pois temia que sua identidade sexual, em vez de méritos pessoais, fosse creditada por lhe obter o emprego.
O presidente não tem feito segredo de seu desejo de nomear homossexuais famosos para posições do Executivo. Contudo, muitos ativistas homossexuais têm criticado Obama por tentar aplacá-los nomeando homossexuais para posições influentes, em vez de agressivamente promover as questões legislativas deles. Mas ativistas pró-família vêem a escolha de Simpson como outro passo para normalizar o homossexualismo nos Estados Unidos.
Outro nomeado homossexual de Obama é Kevin Jennings, assistente da Secretaria de Escolas Seguras do Ministério da Educação, que era diretor executivo da Rede de Educação Gay, Lésbica e Hetero (REGLH). Jennings recebeu muitas críticas dos grupos pró-família porque a REGLH promoveu uma lista de literatura pornográfica para crianças dos graus 7-12, ainda classificando essa literatura como "apropriada para essa faixa etária". Ele também foi muito criticado por seus infames escândalos do "fist-gate", onde práticas sexualmente violentas foram ensinadas para adolescentes de Boston numa conferência da REGLH. Ambos ocorreram durante o período em que ele era diretor executivo.
"É sempre a mudança gradual que vai avançando e vai ficando radical", Peter LaBarbera, dos Americanos pela Verdade do Homossexualismo, disse para Citizenlink de Focus on the Family. "É difícil o povo americano se atualizar".
"Precisamos considerar qual é a essência do ativismo transexual", disse LaBarbera, "que é fundamentalmente reconhecer direitos civis com base na confusão sexual".

Veja a cobertura relacionada de LifeSiteNews.com:
Eye-Witness Teacher Says Safe Schools Czar Present at "Fistgate" Conference  Planned Parenthood Partnered in Safe School Czar's "Fistgate" Scandals

Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.comFonte: http://noticiasprofamilia.blogspot.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/jan/10010808.html
.
.
Deus o(a) abençoe. Enviado do meu BlackBerry®

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gentileza não escrever em LETRA MAIÚSCULA. Por favor, respeite. Palavrões, ofensas e coisas do gênero não serão aceitos. Muito obrigado. Deus o abençoe.