terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Pai, Você Está Aí?

"Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei

mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado

me consolam" (Salmos 23:4).


Muitos anos atrás, escreve um autor desconhecido, um pequeno menino estava deitado em sua cama, preparado para dormir. De

repente, ele vira-se na direção da cama grande onde seu pai costumava dormir, e pergunta: "Pai, você está aí?" "Sim, meu

filho", foi a resposta. O pequeno menino, virando-se para o outro lado, dormiu, calmo e tranquilo. Atualmente o pequeno

menino já é um homem velho de mais de setenta anos e, toda noite, antes de ir dormir, ele olha para o alto, em direção

ao rosto do Pai Divino e pergunta: "Pai, você está aí?" E a resposta chega, clara e forte: "Sim, meu filho."

Que coisa maravilhosa é ter a certeza de que nosso Pai está sempre perto de nós para nos proteger e abençoar. Não apenas

na hora de dormir, mas, em toda e qualquer situação, podemos descansar em Sua presença e entregar a Ele todas as nossas

preocupações e inquietudes.

De que temos medo? Por que não ousamos seguir adiante? Muitas vezes sentimo-nos solitários, frustrados, derrotados.

Achamos que a vida não sabe sorrir para nós. Lemos que o Senhor está conosco, todos os dias, mas não nos atrevemos a

acreditar nisso. Está escrito mas é para outros. Eu não consigo vencer, não consigo lutar, não consigo ser feliz. E

quem disse que não?

O exemplo do menino de nossa ilustração é perfeito para uma vida plena e abundante. Ao lado do Senhor nada temos a

temer. Podemos ir a todos os lugares, desfrutar da alegria que a vida nos oferece, caminhar em direção a nossos sonhos

sem a companhia das dúvidas que tiram a paz daqueles que não conhecem a Deus. Para que isso seja real em todos os nossos

dias, basta apenas que em todos os nossos momentos e em todas as nossas decisões, não esqueçamos de perguntar:


"Pai, você está aí?"


Pr. Paulo Roberto Barbosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gentileza não escrever em LETRA MAIÚSCULA. Por favor, respeite. Palavrões, ofensas e coisas do gênero não serão aceitos. Muito obrigado. Deus o abençoe.