terça-feira, 31 de agosto de 2010

Juiz removido por não ceder a uma adoção gay é obrigado a devolver 100 mil euros em salários

Juiz removido por não ceder a uma adoção gay é obrigado a devolver 100 mil euros em salários

Matthew Cullinan Hoffman
MADRID, Espanha, 26 de julho de 2010 (Notícias Pró-Família) — Fernando Ferrín Calamita, um juiz espanhol que foi multado e removido da magistratura por não conceder um pedido de adoção a uma dupla homossexual, recebeu agora ordem de devolver quase 100.000 euros (130.000 dólares americanos) em salários que ele recebeu enquanto estava suspenso de seus deveres e aguardando o resultado de seu julgamento.
Ferrín Calamita foi removido de sua posição como juiz de causas de família na região espanhola de Murcia em 2009, depois que ele adiou uma decisão sobre dar a adoção de uma criança à amante lésbica da mãe. Ele se recusou a dar uma decisão até receber um relatório sobre o possível impacto do lesbianismo da mulher sobre a vida da criança, um tema que as autoridades não mencionaram em relatórios que ele havia solicitado anteriormente.
Embora o promotor público do caso tivesse tentado enviar Ferrín Calamita para a cadeia por três anos, ele só conseguiu barrar o juiz da magistratura por 27 meses e impor uma multa de 6.000 euros. Ferrín Calamita recorreu da decisão no Supremo Tribunal da Espanha.
Entretanto, o Ministério da Fazenda está agora exigindo além disso que o juiz devolva os salários dados a ele enquanto ele estava sendo investigado e julgado, num montante de 99.640 euros, até 5 de agosto.
De acordo com a organização pró-família espanhola HazteOir ("Faz-te ouvir"), a exigência de que Calamita devolva seu salário é uma violação da lei espanhola, que fornece o salário de autoridades que foram suspensas de seus deveres enquanto estão sob investigação. Ele está no processo de contestar a decisão, mas sob a lei espanhola ele tem de pagar primeiro, e então esperar que o dinheiro seja devolvido se o caso for decidido a favor dele.
HazteOir também disse que Ferrín Calamita provavelmente não será defendido por políticos do Partido dos Trabalhadores Socialistas da Espanha (PSOE) ou o mais conservador Partido do Povo (PP), pois ambos temem o poder do movimento homossexual na Espanha.
"O que na realidade não será desculpado é o fato de que ele pôde confrontar, até as últimas conseqüências do politicamente correto, a tirania dos grupos gays de pressão política. Ele foi esmagado pelo PSOE e pelo PP, tanto por juízes da direita quanto juízes da esquerda", escreve a organização.
A organização acrescenta que "ninguém vai questionar as decisões judiciais e administrativas com relação a Fernando Ferrín, pois ele foi condenado por ser fiel à lei natural".
HazteOir diz que ainda tem os 30.000 que obteve de uma campanha anterior de arrecadação de fundos para ajudar o Juiz Ferrín Calamita, mas que precisará de mais 70.000 para pagar o resto da quantia que ele está sendo obrigado a devolver.
Para doar ao Juiz Ferrín Calamita:
BARCLAYS BANK S.A.E. 0065- 0036- 71- 0001089147
(Você precisa indicar que é para a "ayuda del Juez Ferrín Calamita")
Informações de contato:
Embaixador: Sr. Carlos Alonso Zaldívar
Embaixada Espanha no Brasil
SES Av. das Nações, Q. 811, Lt. 44.-70429-900 Brasília, DF
Telefone: (61) 37011600/ 1626
Fax: (55-61)3242 17 81 3244 23 81.
Link de site em espanhol que apoia o Juíz Ferrín Calamita: http://www.juezcalamita.com
Cobertura anterior de LifeSiteNews:
Spanish Judge Convicted of "Homophobia" for Not Approving Adoption by Lesbian Partner
http://www.lifesitenews.com/ldn/2009/jan/09010802.html
Despite Threats and Intimidation from Homosexualist Government, Spanish Judge Stands Firm
http://www.lifesitenews.com/ldn/2008/dec/08121701.html
Spanish Judge Put on Trial for "Obstructing" Homosexual Adoption
http://www.lifesitenews.com/ldn/2008/nov/08112702.html
Spanish Judge Tells Lesbian Mother to Choose Children or Same-sex Partner, not Both
http://www.lifesitenews.com/ldn/2007/jul/07072406.html
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com



BRASIL: TERRA DO AVIVAMENTO - TERRA DA ADORAÇÃO AO ÚNICO SENHOR, JESUS CRISTO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gentileza não escrever em LETRA MAIÚSCULA. Por favor, respeite. Palavrões, ofensas e coisas do gênero não serão aceitos. Muito obrigado. Deus o abençoe.