domingo, 8 de agosto de 2010

PROCURA-SE UM PAI


 Não é pai biológico, não do clone, muito menos o pai conformista, acomodado neste mundo moderno sobrecarregado de crimes, drogas, egoísmo, ódio, advindos diretamente de conflitos no lar; famílias sem pai.

Procura-se um pai que dê liberdade, sem excesso, que seja capaz de entender que abraçando seu filho, beijando-o, pegando-o no colo, mesmo que seja do tamanho de um adolescente, sua hombridade e respeito de pai não diminuem, ao contrário, aumentam. Que seja capaz de chorar, quebrando o preconceito que homem não chora, mas sorrir no mínimo dez vezes ao dia.

Deverá ser capaz de andar descalço, lado a lado com o filho, soltar pipa e brincar de pique-esconde, ensina-lo a pescar, praticar esporte. Ser o pai herói do seu filho, amigo do filho, ser o pai do filho, exemplo para o filho.

Tem que ser terno e doce, mas austero nos limites, impondo regras que levam ao sucesso. Que o sim e o não, embora opostos, tenham em comum de serem ditos uma só vez, e exigido a obediência, sem perder a graça de pai.

Procura-se um pai que ame a sua esposa e não tenha vergonha de mostrar aos filhos este amor. Que a considere como rainha e então seus filhos serão como príncipes. Capaz de olhar nos olhos, bem diretamente, frente a frente com o filho e dizer - "Eu te amo"! Capaz de pedir perdão e ser perdoador, capaz de ouvir o silêncio infinito do universo, como também o suspiro do filho que dorme. Que tenha a sensibilidade do poeta, a coragem do guerreiro, mas que antes disto, seja pai.

O mais importante contudo, imprescindível no pai que estamos procurando, é que ele seja capaz de ensinar seus filhos a andarem nos caminhos do Senhor Deus, obedecendo os seus mandamentos.

Então os seu filhos, honrados, felizes, o chamarão – "Papai".

Pr Mauri Trevisan

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gentileza não escrever em LETRA MAIÚSCULA. Por favor, respeite. Palavrões, ofensas e coisas do gênero não serão aceitos. Muito obrigado. Deus o abençoe.