quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Independência ou Morte

Independência ou Morte

         Uma pesquisa Gallup, realizada nos dias 25-27/07/2003, já mostrava uma grande aceitação do povo americano em relação ao homossexualismo, numa proporção de 3%, tendo chegado, hoje em dia, a 20 vezes mais. Esta nação fundada sobre os princípios bíblicos foi-se desviando dos ensinos da Palavra de Deus pela influência do irredentismo, trazido pelos imigrantes - católicos, hinduístas, budistas, latinos ocultistas e outros povos de religiões não cristãs, os quais foram exercendo sua influência sobre a religião bíblica dos americanos, que acabaram se tornando alheios aos mandamentos divinos.
        Segundo o escritor cristão, Dr. Ronald Cooke,  "Existem muitas maneiras de dominar um país e uma das mais fáceis é a assimilação do mesmo através do domínio populacional. Isso se chama irredentismo. Com a vinda de hordas de católicos romanos irlandeses para a Nova Inglaterra, em meados do século 19, o que antes fora um país protestante puritano tornou-se completamente romanizado, dentro de apenas algumas décadas. Do outro lado do continente o México estava  preparando suas hordas invasoras para dominar o sudeste dos USA. E assim o irredentismo do Vaticano se pôs em marcha..."
        Quando um povo despreza a Palavra de Deus, logo começa a declinar na moral cristã, que somente a Bíblia pode garantir, no coração das pessoas.
        Os governos ocidentais têm defendido a promoção do homossexualismo na mídia. Os chamados "direitos humanos" (da ONU) sempre funcionam na contramão da Palavra de Deus, como, por exemplo, condenando Israel e favorecendo os seus inimigos árabes... Pelo que andei lendo, existe um número exorbitante de homossexuais em Israel; talvez, por isso,  Deus esteja de olho nos seus pecados...  
Filmes favorecendo o homossexualismo são mostrados com frequência nas telas dos cinemas e as novelas da TV apresentam os homossexuais como sendo as melhores e mais sábias pessoas do enredo.
        No Brasil, temos um presidente "bonzinho", totalmente ignorante das verdades divinas (o qual até foi classificado de "caótico" por um prelado católico). Ele tem promovido o homossexualismo, sabendo que a faixa de eleitores pertencentes a este grupo tem aumentado consideravelmente e, portanto, convém apoiá-lo.
        Quero deixar claro que não sou, exatamente,  contra o indivíduo homossexual, mas contra o pecado abominável da homossexualidade, o qual é condenado em Êxodo 18:17-33, mostrando como Deus destruiu Sodoma e Gomorra por causa deste pecado; e em Romanos 1:22-32, onde Deus condena veementemente o mesmo.
        Segundo Dave Hunt, em junho de 2003, a Suprema Corte dos Estados Unidos mandou exibir cartazes com estes dizeres: "Celebrai Sodoma", o que demonstra a aceitação do governo em relação a este grupo. Este país e todos os que o seguem nestas sandices, provavelmente vai derreter, no fogo da ira divina, neste final dos  tempos.
        O homossexualismo é o principal responsável pela disseminação da AIDS no mundo, uma doença que tem matado mais pessoas (culpadas e inocentes) do que muitas guerras causadas pela ambição dos governantes mundiais.
        Satanás tem usado - desde o Jardim do Éden - sua privilegiada inteligência para enganar os homens. Através da imoralidade, ele  semeou a AIDS, uma doença que tem levado milhões de infelizes para o inferno.
        A Disney Corporation tem propagado e incentivado o homossexualismo, através dos filmes infantis, e, em muitas escolas americanas já existe um dia dedicado aos gays, a fim de "preparar" os garotos para optar por este estilo de vida. O comportamento de muitas famílias cristãs ocidentais tem mudado, a fim de se acomodar à agenda gay. No Canadá as leis favorecem os gays, através de ministros sem o menor respeito à Palavra de Deus, tanto que, em Ontário, foi proposta uma multa de 500 dólares contra quem criticasse o homossexualismo.
Em 2003, a congressista Marilyn Musgrave propôs no senado americano: "Os casamentos devem ser realizados somente entre um homem e uma mulher". Foi acerbamente criticada pelo seu "fanatismo religioso". No Salmo 127:3, lemos: "Eis que os filhos são herança do SENHOR, e o fruto do ventre o seu galardão". Por acaso, os casamentos entre pessoas do mesmo sexo podem resultar nesta bênção? Em parte nenhuma da Bíblia é mencionada a liberdade de duas pessoas do mesmo sexo se unirem em matrimônio.
Quando a mídia faz propaganda da "Parada do Orgulho Gay", fico me indagando: "Orgulho de que? De desafiar o Deus Criador da humanidade?"
Pior do que isto é ler nas notícias da Internet sobre gays e lésbicas ocupando importantes cargos eclesiásticos, nos chamados países do "Primeiro Mundo". A União Europeia, provavelmente, vai ser destruída pelos muçulmanos, exatamente por causa deste pecado abominável, o qual tem enfraquecido, moral e  espiritualmente, a  sua população "de mente aberta", que aderiu ao "politicamente correto". A lorota do "politicamente correto", como a maioria das leis humanas,  funciona exclusivamente em favor dos pecadores não salvos. Politicamente correta é a pessoa que segue os mandamentos  de amar  a Deus e ao próximo, conforme Lucas 10:27 e Gálatas 5:14, e não as que seguem a hipocrisia dos homens.
Parece que ninguém dá atenção às admoestações do apóstolo Paulo, contra o pecado da imoralidade, conforme escritas em Gálatas 6:7. Em Gálatas 5:19-21 Paulo informa, claramente, que, entre outros tipos de pecadores, os "prostitutos, impuros e lascivos não herdarão o reino de Deus".
Independência ou Morte! - Independência das imposições mundanas, pois,   Morte (eterna) será o destino de todos os que ousam desafiar o Deus Criador!

Mary Schultze, 07/09/2010 - www.maryschultze.com
Informações colhidas no texto de Dave Hunt - Defying Their Creator.


BRASIL: TERRA DO AVIVAMENTO - TERRA DA ADORAÇÃO AO ÚNICO SENHOR, JESUS CRISTO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gentileza não escrever em LETRA MAIÚSCULA. Por favor, respeite. Palavrões, ofensas e coisas do gênero não serão aceitos. Muito obrigado. Deus o abençoe.