quarta-feira, 2 de março de 2011

UMA FAMÍLIA INGLESA E UM PASTOR ALEMÃO


UMA FAMÍLIA INGLESA E UM PASTOR ALEMÃO

Certa ocasião uma família inglesa foi passar as férias na Alemanha. No decorrer de um se seus passeios os membros da referida família repararam uma pequena casa de campo, que lhes pareceu boa para passarem as férias de verão. Falaram com o proprietário, que era um pastor protestante e pediram-lhe que mostrasse a pequena propriedade. A  casa agradou muito aos visitantes ingleses, que combinaram ficar com ela para o verão.
Regressando à Inglaterra, discutiam muito sobre os problemas da casa, de repente a senhora lembrou-se de não ter visto o W.C.
Confirmando o sentido prático dos britânicos, escreveram ao pastor para obter tal formação. A carta foi assim redigida.
“Gentil Pastor: Sou membro da família que há pouco o visitou com o propósito de alugar a sua propriedade no próximo verão, mas esquecemos de um detalhe e agradeceremos se nos informasse onde se encontra o W.C.”.
O pastor alemão não compreendendo bem o sentido exato da abreviatura W.C. e julgando tratar-se de uma capela, da seita religiosa de “White Chapel” mandou em resposta a seguinte carta:
“Gentil senhora. Recebi sua amável carta e tenho o prazer de comunicar-lhe que o local a que se refere, fica a 2 quilômetros da casa. Isto é muito cômodo, principalmente para quem tem hábito de ir lá e ficar o dia todo. Alguns vão a pé, outros de bicicleta. Há lugar para 400 pessoas sentadas e 100 em pé. Nela existe ar condicionado que é para evitar os inconvenientes de sufocação devido as aglomerações. Os assentos são de veludo.
Recomenda-se chegar cedo para arrumar lugar sentado. As crianças sentam-se ao lado dos adultos e todos cantam em coro. Alguns suspiram, outros riem e ainda há os que choram de alegria. À entrada é distribuída uma folha de papel para cada pessoa, mas se alguém chegar atrasado, ou depois da distribuição, pode usar a folha do vizinho ao lado. Tal folha deve ser devolvida à saída para ser usada durante todo o tempo. Existem amplificadores de sons. Tudo o que se recolhe é para as crianças pobres da região. Fotógrafos tiram fotografias para os jornais da cidade, de modo que todos possam ver seus semelhantes no cumprimento do seu dever, tão humano”.

            Saudações a seus familiares.

                      Reverendo Schultz.

Fonte: anônimo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gentileza não escrever em LETRA MAIÚSCULA. Por favor, respeite. Palavrões, ofensas e coisas do gênero não serão aceitos. Muito obrigado. Deus o abençoe.