sexta-feira, 15 de abril de 2011

Barretos: A Missão Energética da região. Jornal "O Diário"

Editorial - Jornal "O Diário" - Barretos SP

A MISSÃO ENERGÉTICA DA REGIÃO

A visita do presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto, foi animadora. Inicialmente, foi lançar a safra 2011/12 de cana-de-açúcar da Guarani, na unidade Andrade, em Pitangueiras. Em seguida, visitou as obras da nova destilaria para a produção anual de 107 mil metros cúbicos de etanol, na unidade São José, em Colina.
A produção da unidade Andrade é da ordem de 300 mil metros cúbicos. A partir de junho, a unidade São José entra em operação, ampliando assim a capacidade de fornecimento de etanol para o mercado brasileiro, resumiu Miguel Rossetto.
O diretor-presidente da Guarani, Jacyr Costa, confirmou a instalação de destilaria na unidade São José, em Colina, interior paulista. A São José irá produzir 107 mil metros cúbicos de etanol a partir deste ano.
- "Os investimentos na Companhia estão alinhados ao crescimento do mercado. Estamos prontos para atender as demandas que surgirem" – afirmou Jacyr Costa, durante coletiva de imprensa realizada na área em Colina.
As presenças da Petrobras Biocombustível e da Guarani na região são animadoras. Os investimentos no setor produtivo geram confiança e perspectivas, ampliando a esperança num processo de desenvolvimento continuado e sólido. Atrair investimentos para a região promove a economia, ativa o crescimento e assegura alternativas de emprego e renda.
O caso colinense é ainda mais significativo no "contexto agroindustrial", porque enfrentou o início de ano de queda das exportações. No primeiro trimestre de 2010, Colina vendeu para o exterior cerca de 8,3 milhões de dólares. A base das exportações foi o açúcar. No primeiro trimestre de 2011, o mercado internacional pagou 5,9 milhões de dólares. A queda foi superior a 28%.
A mudança mais significativa foi no destino do açúcar colinense. No ano passado, Togo comprou 6,4 milhões de dólares. A Índia levou 1,1 milhão de dólares. Em 2011, entre janeiro e março, os dois países não fizeram aquisições. 3,15 milhões de dólares foram para a Romênia. O açúcar colinense rendeu 1,5 milhão de vendas feitas para o Uruguai.
Colina tem uma unidade produtora de suco cítrico. O volume exportado por Colina de suco de laranja é zero. Tanto em dólar, como em real.
-Colina não tem negócios "oficiais" com a China, uma raridade na economia de hoje.
A São José produz açúcar e a partir de junho passa a fornecer 107 mil metros cúbicos de etanol. Os investimentos da Guarani, na parceria com a Petrobras, são importantes, oportunos e animadores.
E sinaliza ainda mais para toda a região: fazer do agronegócio o potencial de desenvolvimento real e crescimento sustentável. Com trabalho cada vez mais qualificado, rendimento maior e oportunidades verdadeiras.

Fonte: Jornal "O Diário" - Barretos SP


http://www.novotempoagora.ganhardinheiroagora.com/
Twitter: http://twitter.com/andrermendonca
Blog Novo Tempo: http://novotempoagora.blogspot.com/
BRASIL: TERRA DO AVIVAMENTO - TERRA DA ADORAÇÃO AO ÚNICO SENHOR, JESUS CRISTO!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gentileza não escrever em LETRA MAIÚSCULA. Por favor, respeite. Palavrões, ofensas e coisas do gênero não serão aceitos. Muito obrigado. Deus o abençoe.