sábado, 9 de julho de 2011

Trânsito - vida humana é mais preciosa - Editorial O Diário de Barretos

A BUSCA CONTINUA PELA PAZ NO TRÂNSITO

O barretense deve "olhar com especial zelo" as transformações apresentadas no trânsito. Mais que uma tarefa do setor público municipal, disciplinando preferenciais, semáforos e sinalizações, o cenário real e praticado pede hoje postura cultural revolucionária.
A jornalista Andrea Bonatelli mostrou reportagens na Rede Vida, destacando a importância das faixas de segurança nas vias públicas da capital federal. As faixas em Brasília oferecem certa segurança para o pedestre. O mesmo não acontece em São Paulo, onde a "lista nas ruas" pouco ou nada significa para motoristas.

O aumento considerável do número de motocicletas em circulação em Barretos exige um despertar consciente de toda a comunidade. É um processo educacional, que envolve lições de comportamento e entendimento, de discernimento e comprometimento. É igualmente um processo coletivo, que envolve tanto os serviços públicos de segurança como os poderes constituídos, executivo, legislativo e judiciário.
Quem fica longe de Barretos por um período, ao retornar é surpreendido com a "mobilidade" do cotidiano. O fluxo de veículos impressiona, mostrando uma pujança crescente e uma atividade continuada ao longo do dia.
-O paulistano já está contaminado pelo vírus do caos viário. O barretense deixou de ter um espaço sem ruído de motor.

A dinâmica da vida econômica e as exigências pessoais e coletivas prometem reduzir ainda mais as tendências de calma e lentidão. Eis porque a prudência no trânsito está no topo das necessidades atuais. Há motivos para desenvolvimento de uma cultura barretense de cuidado pelo cidadão, enfatizando que a vida humana é mais preciosa que a potência dos motores.

O caminho é longo e difícil, porque o desenvolvimento econômico e o crescimento social determinaram novos modelos. O tempo é precioso. O aumento do número de carros e motos em circulação retrata não apenas as novas condições financeiras, mas também a busca de agilidade para atender uma agenda atropeladora.
-Os fatores econômicos são reais e verdadeiros.

Entretanto, o sentimento barretense de tolerância e respeito deve ser praticado e exercido especialmente hoje no trânsito. O tema de paz no trânsito precisa ser alimento permanente, refletido continuadamente e ser uma bandeira viva no ar da cidade. Uma atividade que é pessoal – na medida que comungada por cada indivíduo – sendo também de política consciente coletiva – no fomento de uma cultura geral.

Ao sair de casa hoje, preste atenção no trânsito barretense. A contribuição que cada um pode oferecer é resultado de uma paixão pela cidade e em defesa da vida em plenitude. Para não ser nem arma e nem vítima na guerra no trânsito.



Fonte: Jornal "O Diário de Barretos" - Editorial - 09/07/2011

Twitter: http://twitter.com/andrermendonca
Blog Novo Tempo: http://novotempoagora.blogspot.com/
BRASIL: TERRA DO AVIVAMENTO - TERRA DA ADORAÇÃO AO ÚNICO SENHOR, JESUS CRISTO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gentileza não escrever em LETRA MAIÚSCULA. Por favor, respeite. Palavrões, ofensas e coisas do gênero não serão aceitos. Muito obrigado. Deus o abençoe.