domingo, 9 de setembro de 2012

Pastor condenado à morte no Irã é solto depois de 3 anos de prisão


O pastor iraniano Youcef Nadarkhani, que havia sido sentenciado à morte no Irã por "crime" de apostasia por deixar o islamismo e seguir Jesus Cristo, foi solto, conforme informação de hoje da FoxNews.
Pastor iraniano Youcef Nadarkhani no momento da libertação
Nadarkhani, de 32 anos, só foi solto depois de uma grande pressão internacional que deu ampla visibilidade para o seu caso. Sem essa intervenção, ele poderia ser executado.
Ele foi inocentado da acusação de apostasia. A única acusação que não foi eliminada foi a de "evangelizar muçulmanos". Contudo, como ele já passou três anos na prisão, esse tempo de encarceramento cumpriu a sentença da acusação de evangelizar muçulmanos.
O Brasil teve muito envolvimento na libertação do pastor iraniano. Não o governo brasileiro, mas o senador Magno Malta, da bancada evangélica. Durante meses, o senador evangélico se reuniu com ministros e outras autoridades elevadas do governo brasileiro, e conquistou importantes vitórias.
Com os esforços de Malta, o próprio embaixador do Irã, numa atitude inédita, visitou o gabinete do senador garantindo uma solução.
Embaixador iraniano em visita ao gabinete de Magno Malta
Malta, que tem acompanhado o caso do pastor iraniano desde 2010, criou uma relação de maior influência em favor dos cristãos diante do governo iraniano.
Ainda nesta semana, o senador irá visitar o embaixador do Irã para agradecer em nome de todos os cristãos do Brasil.
Magno Malta na Embaixada do Irã para interceder pela vida do pastor iraniano
Essa não foi uma vitória do governo brasileiro, que tem, desde o governo Lula, mantido uma vergonhosa relação amistosa com o Irã, sem intervir nas questões de direitos humanos envolvendo prisão e morte de pastores e cristãos na nação islâmica. A vitória é atribuível ao senador Magno Malta, da bancada evangélica, e também aos esforços de líderes americanos, que tiveram apoio de deputados americanos para pressionar o governo iraniano a libertar o inocente pastor.
Entretanto, pelo fato de que o Irã hostiliza todas as ações dos EUA, provavelmente a ação brasileira foi a mais fundamental.
Claro que a libertação do pastor não resolve a situação de inúmeros outros cristãos no Irã que estão presos e sofrem, inclusive martírio. Mas serve de alerta para os cristãos orarem mais pelo Irã. Uma amiga católica reza há meses pelo pastor iraniano. Muitos outros cristãos estão orando. E começando no dia 4 deste mês, Christian Solidarity Worldwide iniciou um calendário de oração de 24h pelo pastor iraniano.
Agradeçamos, pois, a Deus pelas vitórias em resposta à oração. Ele é acima de tudo e de todos o autor de todo livramento.
E lembremo-nos também de todos os que, conscientemente ou não, foram usados por Deus nesse livramento.
Para agradecer ao senador, escreva: magnomalta@senador.gov.br
Com informações da FoxNews.

Julio Severo





Twitter
: http://twitter.com/andrermendonca

Facebook: http://www.facebook.com/andrermendonca
Blog Novo Tempo: http://novotempoagora.blogspot.com/

BRASÍLIA, CAPITAL DA ADORAÇÃO - BRASIL, TERRA DO AVIVAMENTO
TERRA DA ADORAÇÃO AO ÚNICO SENHOR, JESUS CRISTO!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gentileza não escrever em LETRA MAIÚSCULA. Por favor, respeite. Palavrões, ofensas e coisas do gênero não serão aceitos. Muito obrigado. Deus o abençoe.