quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

O capitão que não abandona o barco

Bom é o SENHOR para os que esperam por ele, para a alma que o busca. 
Lamentações 3:25


  Todos estão abalados com o naufrágio do cruzeiro "Costa Concordia", nas pedras de uma pequena ilha no centro da Itália no dia 13. Pior do que os relatos dos sobreviventes contando o pânico de todos e o frio terrível das águas é saber do capitão da embarcação: investigações indicam que ele abandonou o navio bem antes dele ser evacuado.

  Esse é um comportamento grave, já que teoricamente o capitão do navio deve coordenar a retirada dos passageiros e tripulação até o final. Porém, no caso do Concordia testemunhas viram o capitão, já em terra, pegando um táxi rumo a um hotel, ao invés de voltar ao navio e organizar a retirada.

  Ou seja, na hora que todos mais precisavam, ele seguiu apenas seus interesses e contrariou ordens superiores (da Capitania dos Portos). Veja a matéria aqui: UOL.

  Essa é a hora de falar daquele que nunca abandona o barco em que você está. Pelo contrário, mesmo que você enfrente a pior tempestade, Ele estará lá. Talvez pode parecer que Ele não percebeu, está dormindo, mas se você O chamar, Ele vai te ouvir e te socorrer.

  Ele é Jesus.

  E eis que no mar se levantou uma tempestade, tão grande que o barco era coberto pelas ondas; ele, porém, estava dormindo.
E os seus discípulos, aproximando-se, o despertaram, dizendo: Senhor, salva-nos! que perecemos.
E ele disse-lhes: Por que temeis, homens de pouca fé? Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se uma grande bonança.
E aqueles homens se maravilharam, dizendo: Que homem é este, que até os ventos e o mar lhe obedecem? 
Mateus 8:24-27
  Não perca a esperança, pois quando a madrugada está mais escura e fria é que nasce um novo dia, e o Sol aparece! Que o Senhor ilumine o seu caminho!
 
João Marcos Visotaky