quarta-feira, 10 de julho de 2013

Bancada evangélica impede votação da Lei da Palmada


Projeto quer castigar pais que aplicarem castigos físicos em crianças e adolescentes

Uma articulação da bancada evangélica na Câmara dos Deputados derrubou a articulação de Maria do Rosário e aliados do governo petista que queriam, nesta terça-feira, 9 de julho, aprovar a chamada Lei da Palmada na sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).
A Lei da Palmada, que torna pior o já nocivo Estatuto da Criança e Adolescente, amplia os castigos sobre os pais que aplicarem castigos físicos em crianças e adolescentes.
A estratégia de avanço de Rosário e aliados se deparou com a obstrução sistemática da bancada evangélica, e a sessão foi adiada. O presidente da CCJ, o deputado petista Décio Lima, indicou que não vai desistir, deixando claro que quer agora tentar votar a Lei da Palmada na quarta-feira, 10 de julho.
O deputado Marcos Rogério (PDT-RO), que esteve a frente da ação para obstruir a estratégia de Maria do Rosário, disse que o perigo da Lei da Palmada é que servirá como uma interferência do Estado dentro da educação dada pelas famílias.
Com informações do Estadão.
Leitura recomendada:


André Ribeiro de Mendonça
(Pastor na www.iamir.com.br / Empresário de Network Marketing - Marketing Multinível - MMN)
Twitter: http://twitter.com/andrermendonca
Facebook: http://www.facebook.com/andrermendonca
Blog Novo Tempo: http://novotempoagora.blogspot.com/

BARRETOS, SÃO PAULO, BRASÍLIA: TERRITÓRIOS DE ADORAÇÃO - BRASIL, TERRA DO AVIVAMENTO
TERRA DA ADORAÇÃO AO ÚNICO SENHOR, JESUS CRISTO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gentileza não escrever em LETRA MAIÚSCULA. Por favor, respeite. Palavrões, ofensas e coisas do gênero não serão aceitos. Muito obrigado. Deus o abençoe.